Ivan Paez, triatleta argentino de 31 anos morre durante ironman 70.3 de Pucón, no Chile

Ivan Paez, triatleta argentino de 31 anos morre durante ironman 70.3 de Pucón, no Chile

A disputa teve dobradinha dos brasileiros Guilherme Manocchio e Santiago Ascenço, mas nem tudo foi festa na abertura do Circuito Ironman 2022

Por Redação Webrun
14 de janeiro de 2022 / Curitiba (PR)

O Ironman 70.3 de Pucón, no Chile, teve dobradinha dos brasileiros Guilherme Manocchio e Santiago Ascenço, mas nem tudo foi festa na abertura do Circuito Ironman 2012, no último domingo (15/01). Isso porque o triatleta argentino Ivan Paez, de 31 anos, teve um problema de saúde durante a prova e faleceu no hospital.

Ivan largou com o número de peito 299, fez o primeiro trecho da natação em 16min38, o segundo em 15min42, passou na área de transição e já no trecho de ciclismo teve problemas. Segundo nota da organização, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto pedalava pelo trecho próximo ao aeroporto da cidade.

Ainda segundo o comunicado oficial, os procedimentos de reanimação foram iniciados no local pela equipe médica e ele foi imediatamente levado ao Hospital de Pucón para a realização de procedimentos avançados. Os médicos não conseguiram estabilizar Ivan, que não resistiu e veio a óbito no hospital.

O “Ironman 70.3 de Pucón” compreende 1.900 metros de natação nas águas do Lago Villarrica (a 760 km de Santiago), 90 km de ciclismo e 21 km de corrida a pé.

Ivan teve problemas nas proximidades do aeroporto da cidade © Valery Pugatch / Licença Creative Commons

Os organizadores afirmam que na ficha médica ele não mencionava doenças prévias. O site oficial do Circuito Ironman envia condolências à família e amigos de Ivan e comunica que toda a comunidade de triatletas lamenta a morte dele.

“Entristece-nos anunciar a morte do triatleta Ivan Paez e compartilhar nossas mais profundas condolências à família e amigos. Continuaremos a dar nosso apoio e a respeitar sua privacidade enquanto passam por este momento difícil”, disse uma declaração oficial da Federación de Triatlon del Chile.

Em conversa com a CNN Chile, a ministra dos Esportes Cecilia Pérez enviou suas condolências à família do triatleta. “Nós acompanhamos a família”, disse a Secretária de Estado, que também confirmou os fatos e pediu que a privacidade da família fosse respeitada.

“É com profunda tristeza e dor indescritível que acompanho sua família e amigos. O esporte chileno chora a perda de um tremendo atleta. Minhas mais sinceras condolências e um enorme abraço neste momento doloroso a todos os seus entes queridos”, escreveu a chefe do esporte em sua conta oficial no Twitter.

https://carros.peugeot.com.br

Outras Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *