Ucrânia consegue enviar delegação completa para disputar os Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022

Ucrânia consegue enviar delegação completa para disputar os Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022

São 20 atletas e nove guias que partiram de diferentes regiões do País para competir nos Jogos, que começam na sexta-feira e têm previsão de encerrar em 13 de março

Por Owen Lloyd / Inside The Games
3 de março de 2022 / Curitiba (PR)

Mesmo com os conflitos com a Rússia em andamento, a Ucrânia conseguiu enviar uma delegação completa aos Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022. Ao todo, 20 atletas e nove guias viajaram à capital chinesa para participar do megaevento esportivo que começa nesta sexta-feira (4). O Comitê Paralímpico Internacional (IPC) emitiu um comunicado, fazendo votos para que o desempenho da delegação atinja as metas planejadas.

“Os ucranianos estão lutando com afinco para chegar aqui. Para a segurança deles, não iremos divulgar nenhuma informação sobre o paradeiro dos membros da equipe, mas podemos garantir que estão bem e a caminho”, afirmou o presidente do IPC Andrew Parsons em um relato dado para a ABC. A equipe, que vai competir no biatlo e no esqui cross-country, partiu de diversos destinos antes de se reunir em um aeroporto.

O paradeiro da delegação não será divulgado pelo IPC para preservar a integridade dos atletas © Paralympic Games

Em Pyeongchang 2018 a Ucrânia conquistou 22 pódios, sendo sete delas de ouro, e terminou em sexto lugar no quadro geral de medalhas. Em entrevistas anteriores, Parsons havia descrito que levar os atletas ucranianos para Pequim seria um “desafio gigantesco” agora que os ataques militares já tinham começado de fato. O presidente do IPC pediu aos países que prestassem atenção na Trégua Olímpica, que termina sete dias após o encerramento das Paralimpíadas de Inverno.

Recentemente, foi aprovada uma nova constituição que enfatiza que o IPC é uma instituição neutra quando o assunto é política, mas o nome e a bandeira da Rússia já estão proibidos desde antes dos conflitos com a Ucrânia devido aos escândalos de doping que foram patrocinados pelo Estado, o que significa que os atletas já deveriam competir sob a bandeira do Comitê Paralímpico Russo – direito esse que também foi retirado por causa do conflito.

https://carros.peugeot.com.br

Outras Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *