Importante apoiador do esporte brasileiro, João Paulo Diniz morre aos 58 anos

Importante apoiador do esporte brasileiro, João Paulo Diniz morre aos 58 anos

A causa da morte ainda não foi confirmada. Familiares suspeitam de que o empresário tenha tido um enfarte ou aneurisma

Por Paulo Pinto
1º de agosto de 2022 / São Paulo (SP)

Idealizador e mantenedor do NAR (Núcleo de Alto Rendimento de São Paulo), o empresário maratonista e triatleta, João Paulo Diniz morreu neste domingo (31), aos 58 anos, no Rio de Janeiro.

Formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com estudos também na London Business School, João Paulo iniciou sua carreira no Grupo Pão de Açúcar, fundado por seu avô, o imigrante português Valentim dos Santos Diniz, pai de Abílio Diniz, um dos empresários mais importantes do País. Além de atuar no Grupo Pão de Açúcar nos anos 1990, João Paulo também foi sócio de restaurantes em São Paulo, entre eles o Forneria San Paolo.

De acordo com fontes próximas do empresário, o executivo saiu para correr neste domingo, voltou e foi encontrado pela família no banheiro já sem vida. A causa da morte ainda não foi confirmada. Familiares suspeitam de que o empresário tenha tido um enfarte ou aneurisma.

Procurada, a assessoria de imprensa da família confirmou a informação. “A família Diniz informa o falecimento de João Paulo Diniz. O empresário deixa quatro filhos e esposa. A família pede que seu luto seja respeitado neste momento difícil.”

Além da atuação como empresário, João Paulo Diniz também era conhecido por projetos de incentivo ao esporte. Entre os quais se destaca oNAR, que é mantido pelo Instituto Península, braço de investimento social da família Diniz. João Paulo era quem garantia o financiamento, com recursos próprios e de parceiros, do local onde treinam grandes nomes do esporte brasileiro.

Em 2001, João Paulo passou por um acidente aéreo. Em uma viagem no litoral de São Paulo, o helicóptero no qual estava o empresário caiu. Na ocasião, morreram o piloto da aeronave e a então namorada de João Paulo, a modelo Fernanda Vogel. Ele e o copiloto do helicóptero sobreviveram, após nadarem até a praia.

Autoridades e amigos lamentam morte do empresário

“É uma grande perda para o atletismo e para o todo o esporte do País. O legado dele é muito importante, mais do que um aficionado pelo atletismo, ele sempre apoiou a carreira de diversos atletas de várias categorias”, comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos.

O deputado federal, atleta olímpico e medalhista do Pan, Luiz Lima, lamentou o falecimento do amigo. “Muito triste com a partida prematura do meu amigo João Paulo Diniz. Meus sentimentos a toda família. João, você é uma pessoa espetacular, obrigado por tudo, pelos seus conselhos e pela dedicação ao esporte. Muito grato por você ter acreditado em mim. Emocionado aqui meu amigo”, escreveu no Twitter.

O Instituto Ethos lamenta a morte do empresário João Paulo Diniz, membro do Conselho Gestor do Pacto pelo Esporte – acordo empresarial que criou o Rating Integra em conjunto com a ONG Atletas pelo Brasil, o Instituto Ethos, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Caio Magri, em nome do Instituto Ethos e do Comitê gestor do Rating Integra presta condolências pela morte de João Paulo. “Não tenho como descrever a importância do João Paulo para a promoção e profissionalização da prática esportiva. Em nossa parceria pelo Pacto pelo Esporte e Rating Integra atuamos juntos por práticas de governança e transparência no segmento. Com muito pesar quero reafirmar meus sentimentos para toda a família e amigos”.

O São Paulo FC, time do coração de João Paulo Diniz, também lamentou a morte do empresário e se solidarizou com os amigos e familiares. “O São Paulo Futebol Clube lamenta profundamente o falecimento do empresário João Paulo Diniz, filho do nobre são-paulino Abílio Diniz. Que o conforto e o acolhimento alcancem a família neste momento de dor. Nossos corações, de toda a comunidade tricolor, estão com vocês.

Fábio Faria, o ministro das Comunicações, também deixou uma mensagem sobre a morte do empresário. Fábio disse ser “difícil acreditar” que João Paulo, como uma pessoa que tinha “uma vida saudável”, tenha morrido “do nada” após uma corrida de rua. O ministro ressaltou a amizade que tinha com João Paulo e deixou uma mensagem de apoio aos familiares.

“Ele deixa um legado de apoio ao esporte brasileiro, uma paixão por descobrir, apoiar, incentivar e financiar promessas do nosso esporte (…). Peço a Deus que dê força a toda família para superar essa dor!! Vá em paz, JP”, declarou.

O medalhista olímpico do skate Kelvin Hoefler foi um dos que fez questão de se pronunciar pelo empresário: “Descanse em paz! Força a família. ”

Outras Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *