Com sete judocas no topo do ranking, Brasil convoca Seleção para Grand Prix de SP

Com sete judocas no topo do ranking, Brasil convoca Seleção para Grand Prix de SP

Evento será realizado nos dias 2 e 3 de julho, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro e contará com cerca de 90 atletas de 21 países                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 

Fonte Comunicação / CBDV
15 de junho de 2022 / São Paulo (SP)

A Seleção Brasileira de judô paralímpico será representada por 23 atletas no Grand Prix de São Paulo, a terceira e última etapa do circuito da IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos) no ano. O evento acontece nos dias 2 e 3 de julho, no Centro de Treinamento Paralímpico, na capital paulista, e contará com cerca de 90 judocas de 21 países. A CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais) vai transmitir tudo ao vivo, desde o sorteio das chaves no dia anterior até as Cerimônias de Premiação, com dois tatamis exibidos simultaneamente. Maiores informações serão fornecidas em breve.

O Brasil chega forte, após excelentes campanhas na Turquia e no Cazaquistão que levaram o País ao ponto mais alto do pódio na classificação geral em ambas as ocasiões. Não é à toa, que sete atletas lideram o mais recente ranking mundial sênior divulgado pela IBSA: Arthur Silva (J1 até 90 kg), Wilians Araújo (J1 +90 kg), Thiego Marques (J2 até 60 kg), Rosicleide Silva (J1 até 48 kg), Brenda Freitas (J1 até 70 kg), Alana Maldonado (J2 até 70 kg) e Rebeca Silva (J2 acima de 70 kg). Destes, apenas Alana não poderá participar.

Confira a lista dos brasileiros convocado

Ainda é possível haver alteração nos competidores, mas até a presente data esta é a quantidade de judocas por país:

  • África do Sul: 2
  • Angola: 1
  • Argélia: 6
  • Brasil: 23
  • Argentina: 6
  • Canadá: 3
  • Cazaquistão: 9
  • Chile: 2
  • Cuba: 5
  • EUA: 1
  • França: 4
  • Grã-Bretanha: 5
  • Holanda: 1
  • México: 5
  • Peru: 1
  • Porto Rico: 1
  • Romênia: 1
  • Suécia: 2
  • Suíça: 1
  • Tailândia: 4
  • Venezuela: 7

As etapas do Grand Prix são importantes porque valem pontos no ranking mundial. É baseado neste ranking que se define os classificados para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024. O judô é uma das modalidades mais vitoriosas da história do Brasil, com 25 medalhas na história do evento: cinco ouros, nove pratas e 11 bronzes.

Patrocínio

A Loterias Caixa é a patrocinadora oficial do judô paralímpico brasileiro.

http://www.shihan.com.br

Outras Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *