Diretoria da Confederação Brasileira de Taekwondo encara momento decisivo na Justiça

Diretoria da Confederação Brasileira de Taekwondo encara momento decisivo na Justiça

Em audiência marcada para 25 de maio, dirigentes correm risco de perder seus cargos devido às acusações de fraude no processo eletivo

Por Paulo Pinto / Global Sports
14 de maio de 2022 / Curitiba (PR)

Em um processo judicial que se arrasta desde julho de 2017, Carlos Luiz Pinto Fernandes, ex-presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), aponta fraudes cometidas no processo eletivo que conduziu Alberto Cavalcanti Maciel Júnior à presidência da entidade.

No início de 2019 a juíza de direito da 4ª Vara Cível do Rio de Janeiro, Andréia Florêncio Berto, reconheceu a gravidade dos fatos e deu procedimento à ação; em junho de 2020, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro pôs fim às medidas procrastinatórias do defensor dos dirigentes da CBTKD, Michel Chaquib Asseff Filho.

No dia 24 de fevereiro deste ano, a juíza Lísia Carla Vieira Rodrigues, titular do Tribunal de Justiça Regional de Jacarepaguá, determinou que as partes fossem intimadas a comparecer à audiência de instrução e julgamento designada para o dia 25 de maio, às 14 horas.

Membro do Conselho Sul-Americano de Taekwondo, Maciel Júnior é braço político do campeão olímpico Rogério Sampaio, diretor-geral do COB © Global Sports

Braço político de Rogério Sampaio Cardoso, diretor-geral do COB, Alberto Maciel Júnior é membro do Conselho de Administração do COB e apontado como um dos principais articuladores políticos de Paulo Wanderley Teixeira, presidente do Comitê Olímpico do Brasil.

Longa espera

Após cinco anos de espera, Carlos Luiz Pinto Fernandes, ex-presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo, acredita que finalmente a Justiça cumprirá seu papel no tocante à manutenção da ordem e dos mecanismos legais que asseguram os princípios democráticos de direito.

“Eu sempre acreditei na Justiça e estou certo de que chegou a hora de o bem vencer o mal e a verdade prevalecer às mentiras produzidas por todos os envolvidos nesse processo absolutamente falacioso. As mais altas autoridades esportivas do Brasil estão envolvidas neste caso e quero parabenizar as juízas que tiveram a coragem necessária para dar um basta em todas as arbitrariedades protagonizadas por esta gente que tomou a CBTKD de assalto e engessou a modalidade em todo o Brasil”, disse Fernandes.

https://carros.peugeot.com.br

Outras Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *